Notícias

News
4
jun

MENSAGEM DE AMOÊDO NO UNICA FÓRUM: MENOS INTERVENCIONISMO, MAIS LIVRE MERCADO

O pré-candidato do Partido NOVO quer que o setor sucroenergético realize todo o seu potencial em um ambiente onde prevaleça a livre iniciativa, sem ‘políticas erráticas e intervencionistas’

Ele representa o partido que mais vem crescendo nas redes sociais e faz sua estréia entre os candidatos à presidência da República. O fundador e presidente do Partido NOVO, o empreendedor João Amoêdo, quer deixar clara a diferença que deseja promover.

Para Amoêdo, o setor “está sofrendo as consequências de políticas erráticas de um governo intervencionista, principalmente no mercado de combustíveis.” A transformação que o NOVO deseja para o Brasil, segundo ele, passa por um estado menos interventor.

“Os preços têm que ser regulados pelo livre mercado com concorrência, pela redução e simplificação dos tributos, pela abertura comercial e pela visão de longo prazo para os problemas do Brasil. Nesse sentido, acredito que os princípios e valores do NOVO vão ao encontro da missão da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA),” afirma.

Para Amoêdo, será um “imenso prazer” apresentar as idéias do NOVO para um setor tão significativo, produtivo e sustentável quanto o sucroenergético: ‘O setor tem importância estratégica para o Brasil, respondendo por 20% da produção e 40% da exportação global de açúcar, além de mais de 15% de toda a oferta de energia no país.’

O pré-candidato é um dos quatro presidenciáveis confirmados para o UNICA Fórum 2018, que a UNICA realiza no próximo dia 18 de junho no WTC em São Paulo. Também já garantiram presença, o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB); o ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (MDB), e o ex-ministro e ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT).